Escola JCB apresenta o Projeto África

A cultura africana foi o tema de três dias de evento na Escola Jockey Club Brasileiro. Nos dias 13, 18 e 27/11, professores e alunos se envolveram no Projeto África, uma oportunidade de conhecimento das origens de nossa própria história. Foram momentos únicos de aprendizado, reconhecimento e valorização da herança negra que compõe a cultura brasileira.

No primeiro dia de evento, a escola recebeu o vice-cônsul da AngolaDomingo Camilo Buanga, para uma palestra aos alunos do 9º ano, junto aos professores de história, Flávio e Juliana. O Sr. Domingo contou sobre a história da Angola, sua vida e também tirou dúvidas dos alunos. A experiência foi muito enriquecedora e os alunos agradeceram pela presença do vice-cônsul e por ele compartilhar suas experiências com as turmas.

Nos demais dias também aconteceram aulas de capoeira, oficinas de turbante, de pintura corporal, de bonecas de pano, finalizando com apresentação de dança e teatro.

A EJCB entende que iniciativas como estas são fundamentais para formação da identidade do aluno, estimular o respeito ao próximo, gerar conhecimento e empatia em causas igualitárias, combater o preconceito e os estigmas originários da escravidão. O objetivo é desenvolver trabalhos gradativos que mudem a visão, a percepção e a ação dos alunos perante as temáticas que envolvam outras temáticas. Ao apropriar-se de outras perspectivas e vivências, a ideia é tornar o aluno capaz de transformar a sua própria cultura.

O Projeto África deixa sua marca registrada nas paredes da escola através de murais e máscaras feitas pelos alunos, mas também pela comovente representação de um grupo de alunos do 4º e 5º ano, que fez uma peça teatral sobre segregação racial, contando a história de Martin Luther King, Rosa Parks e Zumbi dos Palmares.

Mestre capoeira com todos

Apresentações teatrais: 

Apresentação da turma 101 com a Profª Glícia, brincando de “escravos de jó”

Apresentações de dança:

História do samba junto com a capoeira

Saiba mais sobre a EJCB

A escola foi fundada em 27 de setembro de 1946 e atende, atualmente, aproximadamente 500 alunos por ano, matriculados entre o primeiro e o nono ano do Ensino Fundamental. São mais de sete décadas mantendo o ensino de qualidade, responsável pela formação escolar e cidadã das milhares de crianças que já passaram pela escola fundada e mantida integralmente pelo Jockey Club Brasileiro. O ensino é gratuito, inclui alimentação, assistência dentária e recebe filhos de funcionários, profissionais do turfe além de estudantes das comunidades que cercam o Jockey, como Rocinha, Vidigal e Parque da Cidade. A EJCB é considerada uma referência no ensino e uma das melhores no Rio de Janeiro. Estudo recente mostra que 70% dos alunos da Escola Jockey chegam à faculdade e se tornam profissionais bem-sucedidos.

Jockey celebra sete décadas da escola modelo gratuita

Clique aqui e confira matéria histórica da inauguração do prédio atual onde funciona a EJCB. A ocasião contou com a presença de chefes de Estado e representantes civis, militares e religiosos marcaram presença na ocasião – Dr. Mário de Azevedo Ribeiro, presidente do Jockey Club Brasileiro à época recebeu o então Presidente da República Café Filho, o Prefeito do Rio de Janeiro Alim Pedro, o Bispo auxiliar do Rio de Janeiro Dom José Távaro e demais convidados da alta sociedade. Os principais jornais da época do evento como Correio da Manhã, Diário da Noite, O Globo, Manchete e Diário Carioca deram destaque para a inauguração do prédio, considerado um padrão para demais escolas e para o governo do Rio de Janeiro.